domingo, 30 de outubro de 2011

Fim de ano

Imagem aequivo pessoal



Todo fim de ano é sempre assim,
O fim de um ciclo completa-se,
E com ele a certeza que ainda não foi dessa vez,
O inicio do ciclo trás a esperança de um futuro menos sombrio.

Há 27 anos o ciclo se repete,
E as coisas permanecem inalteradas, a única mudança sentida,
Na verdade não era tampouco, a serem percebidas,
O meu corpo atrofiado e cansado desfalece, minhas forças estão esvaindo-se.

A cada novo ciclo a confirmação de ainda estar vivo,
Estar certo de que não morri me estimula a caminhar,
O caminho que percorrerei não sei onde me levará,
Sei apenas, que esteja onde estiver o ciclo se fechará.


Copyright © 2011. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar , exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas e nem fazer uso comercial sem a devida permissão do autor.

Nenhum comentário:

Postar um comentário